Porque a Mãe tem que apagar a vela do 1º aninho!

16730180_10210787703600138_6303082843573342543_n

Ahhh querida! 21 meses até aqui não foi fácil né?! E com os olhos cheios de lágrimas te digo: Você sabe muito bem do que eu tô falando. Os papais que me perdoem, mas carregar um ser no ventre e depois sustentá-lo em todos os sentidos do primeiro ano de vida não é moleza.
Alguns vão dizer perto do aniversário “Pra que festa? O bebê não entende nada!”. Mas é claro que ele não entende nada, e a festa não é pra ele, a comemoração é pra Mãe.
No início foi tão complicado, essa maternidade que todos fantasiam de linda não é bem assim. Enjoos, vômitos, azia, noites mal dormidas, insônia ou muito sono, dores na lombar e no coccix, seios doloridos..todo sofrimento guardado só pra si pois estás na fase “mais linda da mulher”…e só desejando que o bebê venha com saúde o resto não importa, vamos aguentar!
Depois que ele nasce, você cai fora do centro das atenções, agora é Ele quem comanda tudo! Temos que tentar ter calma pra encarar a nova rotina…seio vazando, trocar muitas fraldas, tentar entender os chorinhos, bombear as mamas, tentar descansar, aturar os palpiteiros, acordar de madrugada várias vezes, segurar o bebê um bom tempo até ele pegar no sono…tá, tudo bem que esse “ter calma” tá valendo aquele choro escondido no banho, e aquele pensamento poderosíssimo de dizer “Vai Passar!” Mas e não é que passou?!
E mesmo tendo um batalhão pra ajudar ou ninguém, a mãe é insubstituível pro bebê. E eles sabem, ahhh e como sabem…esse cheirinho é aconchegante, esse cheirinho é do amor, esse cheirinho é da mamãe e aí tudo fica bem.
Bom, depois que essa fase inicial passa vêm as descobertas, os primeiros sorrisos, os primeiros “mama”, “papa”, “dada”…os estímulos, os suquinhos, as papas de frutas e salgadas…É cada decepção no início, cada cara feia que o bebê faz que ficamos de coração partido…depois passa, sim passa! E aí a casa vira um circo! É sujeira de papinha pra todo lado (sim, inclusive nas paredes), mas não adianta reclamar, eles têm que se sujar e nós nos desdobrando pra fazer coisas gostosas com todo amor e carinho. Também tem todo um estudo de cuidados com a alimentação, pra incluir feijão, carne vermelha, frango, peixe, fígado, ovo, todos os verdinhos possíveis…tudo balanceado durante a semana.
E quando eles começam a engatinhar e tentar andar?! É cada tombo que nos deixa de coração partido. Mas não tem jeito, não há vitória sem esforço. Sempre tenha em mente: criança cai e muito quando tá aprendendo a andar, então relaxa. Hum e quem nunca pediu que a dor deles fosse passada pra nós? Seja da picada da vacina a uma dor de barriga…É muito amor por um ser só.
Enfim, o bebê cresceu, se desenvolveu e muito em um ano, superando todos os picos de desenvolvimento. São muitas mudanças bruscas na vida do pequeno, e por trás de tudo isso está uma mulher que nesse ano que passou se descobre mãe, e se desdobrou e muito pra isso.
Portanto, MÃE de letras maiúsculas, você “merece” apagar a velinha do aniversário do seu filho e o Parabéns que cantam é pra você!

Texto da Ana Griselda

Mãe do Bernardo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s