menos-palpites-and-mais-fraldas

Eu tive que ter muita coragem para ter meu filho.
Enfrentei desde o início da gestação tantas coisas difíceis.
É difícil aceitar a maternidade sabe?!?
As vezes fico olhando os comerciais de sabonete e fraldas infantis, hã… Chega a ser cômico… Parece tão fácil né?
Parece que eles vão estar sempre ali, quietinhos, sorridentes e limpinhos, assim como nos comercias.
Até parece que eles nunca vão adoecer, que não vão chorar a noite, que vão começar a comer a papinha facilmente, que vão sempre nos obedecer.
Ah, e não pode reclamar!
Aí de você que sibilar que precisa dormir, que precisa comer… Que está exausta!
Tem que estar sempre sorrindo. Sempre com os olhos brilhando.

E as campanhas sobre partos… (Chatas)
Tá cheio de gente ditando o que vai ser melhor para as ‘Flávias’, sem ao menos conhecer as ‘Flávias’.
“Vai lá ter seu Parto Normal, é normal né?! É da natureza! Seu corpo foi feito para isso (foi?), antigamente as mulheres tinham os bebês com parteiras, as mulheres agora que estão muito frescas”
Eu sei!
Antigamente né…
Quando os bebês morriam assim que saíam da barriga da mãe, ou quando a mãe achava que estava parindo uma criança viva, mas estava parindo um natimorto… Antigamente quando as mulheres não paravam de sangrar depois que o bebê saía, e morriam “de parto” como diziam as parteiras.

“Ah, mas hoje não!
Hoje temos assistência!”

Temos? Quem?
A duquesa?
A Top model?
Claro, a ” Maria ” que teve um parto lindo e super humanizado no SUS, umas poucas 40 horas em TP, sofrendo e sangrando sem direito ao acompanhante pois não cabe todo mundo no pré Parto.
“Joãozinho” nasceu bem!
Nada que a fórceps não faça!
Clavícula deslocada… E umas manobras de reanimação.
A mãe “tá” bem!
Só uns 20 pontos do períneo ao reto…
Quase não sofre a pobre! Opa!
A “Maria”.
Super assistência do SUS!
Maria agradece por ter sobrevivido com o filho, mesmo com um pré natal de merda, e um parto traumático…agradece!

Viva o PN! Bebês sabem nascer! Mulheres sabem parir!

Quando não é assim vai de cesárea!
Olha lá! ” Covarde, fraca, fresca, insensível, egoísta, Menas (?) mae”

É tão simples né?
Você vai lá tremendo e escolhe a cesárea…
Coisa boba!
Uma anestesia que pode acabar contigo bem na sua coluna, umas poucas sete camadas cortadas, tremedeira, choques, coceira, enjoos…
Trinta minutos e o bebê chega!
Pronto!
Pronto?
Vai levantar da cama partida ao meio… Se vira para cuidar do filho. Quase não sente dor… São só sete camadas cortadas em recuperação!
Bobagem!

É fraca né? Covarde…
Deita na maca no meu lugar… Quer?

Daí vem os mil e um milhão julgamentos da maternidade!
Tudo que uma mulher precisa no puerpério!
Muito julgamento! Competição! E palpites grosseiros!

A verdade é que tá difícil!
Tá difícil ser mãe! Tá difícil viver!
Hoje em dia tem que ter coragem para ter filho, tem que se preparar!
Estar aposta de armadura, capacete e fones de ouvido.

Porque olha, tá difícil!

 

Esse texto é da Camila Pinheiro

Mãe do CdM

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s