Introdução Alimentar – O que? Quando? Quanto oferecer???

13880275_1235307879814276_2676983301380960625_n

O que? Quando? Quanto oferecer???

Muitas vezes esquecemos de nos colocar no lugar do bebê no processo de Introdução Alimentar. Afinal é tudo muito novidade para esse serzinho que até então só conhecia o leite (materno ou fórmula) como alimento. Alguns bebês demoram um pouquinho mais para aceitar bem as comidinhas, fazem caretas e colocam a comida para fora da boca, mas tudo isso faz parte do processo. Conversar com seu bebê, explicar essa nova rotina, apresentar os alimentos, suas cores e sabores, tudo isso faz parte da introdução alimentar e deixa ele muito mais seguro diante de suas novas descobertas.

 

Para facilitar esse processo, vou deixar três dicas bem práticas em relação a Introdução Alimentar

O que? Quando? Quanto oferecer???

1 Qual alimento começar ?

Culturalmente iniciamos com as frutas, isso por que as frutas naturalmente tem um sabor mais adocicado o que  melhora a aceitação, mas não existe regra, se você quiser começar pelos legumes poderia sem problema algum.

 

2 Qual o melhor Horários a serem oferecidos ?

Normalmente a recomendação é iniciar a Introdução Alimentar oferecendo uma frutinha no lanche da manhã, mas isso não precisa ser regra fechada. É legal observar o bebê e a rotina da família. Muitos bebês pequenos no período da manhã estão muito sonolentos, e com certeza não irão se interessar pelo alimento. Ofereça os primeiros alimentos em um horário em que o bebê esteja ativo, disposto a explorar o mundo, e consequentemente o alimento novo oferecido.

 

3 Qual a quantidade ideal que um bebê precisa comer?

Muitas são as sugestões, 2 colheres de sopa, 1/3 xícara de papinha de fruta, ½ fruta. Minha sugestão é sempre a observar o bebê, seus sinais de fome e saciedade. Nunca, jamais forçar ele a comer por não ter comido toda a porção que estabelecemos como sendo a ideal para ele naquele horário. Afinal, os bebês tem o centro de fome e saciedade bem estabelecidos e sabem o quanto precisam comer. Tudo faz parte de um aprendizado. Respeite seu bebê se ele não quiser comer naquele momento. E lembre-se, até um ano de idade o leite continua sendo o principal alimento do bebê, as papinhas são complementares ao leite e não ao contrário.

 

Faça desse processo um momento de tranquilidade e prazer para você e seu bebê. Busque informações atualizadas a respeito desse processo, fique segura e transmita isso a seu bebê. Curta muito cada descoberta e careta que seu bebê tiver!!!

 

Um beijão, nutri Fabíola

Fabíola Frezza Andriola – Nutricionista e Mae do Benjamin , 21 meses e  gestante do Benício, 24 semanas.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s